• fb_icon
  • insta_icon

#livreirinha

Todos os direitos reservados © 2016 - 2018 · Livreirinha | Literatura infantil e infantojuvenil

Tantos Cantos

05/02/2019

.... TEC TEC, TAC TAC, TUC TUC, TIC-TAC 

 

 

Hiratsuka se inspirou no som da máquina de costura de sua mãe para criar essa linda história para pequenos que trabalha de forma divertida com a sonoridade das onomatopeias.

 

 

 E desde o início eu já gostei: “Tantos cantos contados por Lúcia Hiratsuka”

 

Com um ritmo bem gostoso e divertido, exploramos a infância da autora através dos sons:

 

“Três irmãs tocam tamancos TAC TAC TAC   TAC TAC TAC”

 

E seguimos essa tarde de brincadeiras com os sons que habitavam a casa: TAC TAC TAC faziam os tamancos, TEC TEC TEC a pressa da máquina de costura; TIC-TAC o clássico badalar do relógio; TUC TUC TUC fazia o trenzinho imaginário que depois de um TOC TOC TOC na porta, adentrava a brincadeira – que de repente invade o jardim para ver cair a tarde.

 

“A cantiga fica assim TIC-TAC TAC TAC TAC   TEC TEC TEC TIC-TAC”

 

 

O dia termina, mas os cantos vão pros contos que habitam as páginas dos livros na hora de dormir.

 

 

 

POR QUE LÊ-LO?

 

Confesso que fiquei um pouco surpresa quando vi esse livro. Ele tinha as ilustrações bem diferentes daquelas que estava acostumada nos livros dela. Os livros que lia de Hiratsuka sempre tinham contornos mais suaves, com uma paleta de cores específica, vinda das tintas aquareláveis – sempre em uma combinação com o carvão; mas este trazia ilustrações mais geométricas, bem preenchidas com cores sólidas – praticamente um recorte e colagem.

 

Para mim, funcionou exatamente por esse encontro com a memória de Lúcia a partir dos recortes de tecido que sua mãe usava:

 

“Os tecidos eram recortados em diferentes formatos. Depois, minha mãe costurava na sua máquina. E os tecidos se transformavam. Pura magia”

 

É uma delícia quando nós, a partir de nossa leitura, interpretamos as ilustrações e os sentimentos que elas nos trazem.

 

O livro, ao brincar com a sonoridade das onomatopeias, criam um ritmo gostoso para a leitura que as crianças adoram – e que fazem toda diferença no desenvolvimento das palavras e no reconhecimento dos sons. A repetição de sílabas, pela acumulação, constrói uma expectativa da narrativa na criança que relaciona um determinado som ou barulho a um objeto familiar.

 

 

As letras, todas em caixa alta, fazem do livro uma ótima indicação para os pré-leitores e leitores iniciantes.

 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload