• fb_icon
  • insta_icon

#livreirinha

Todos os direitos reservados © 2016 - 2018 · Livreirinha | Literatura infantil e infantojuvenil

Nós de Axé

15/11/2018

 

Esta publicação da Editora Aletria é um convite delicioso para conhecer um tantão da nossa cultura!

 

 

Janaína de Figueiredo nos conta uma linda história sobre a fitinha do Senhor do Bonfim. Na verdade, é um livro que tem muito mais envolvido, mas partimos da história entre uma simpática menina e sua pulseira, cheia de desejos e mistério.

 

 

 

Enquanto muitos anseiam pelo dia em que a pulseira do Bonfim se desprenderá realizando seus pedidos, nossa protagonista já pensa ao contrário: quanto mais tempo estiver com a pulseira, melhor!

 

Eram amigas inseparáveis, confidentes e tudo.

Tinham códigos secretos e não podiam se separar.

 

 

Mas um dia, em um jogo de capoeira, a fitinha se desprendeu! E agora? Desejo realizado? Sorte pelo caminho, muito e muito axé?

Sim, ela tinha certeza disso! Só que ainda sim, não queria ficar longe da fitinha que tanto a ajudou.

 

A menina começou a pensar em como poderia dar um novo início para ela.

 

Seria jogando para Iemanjá? Enterrando? Substituí-la. Quem sabe dava jeito na tristeza?

Porque essa não estava indo embora nem mesmo com cocada!

 

 

 

É não é que ela descobriu um jeito muito sensível de renascer junto da fitinha?

Mas como é que ela descobriu eu não vou contar não.

 

Um livro repleto de descobertas e cores, nas ilustrações de Paulica Santos.

Uma linda homenagem à nossa história e cultura, ao povo baiano e às origens e heranças africanas em nosso país.

 

 

 

POR QUE LÊ-LO?

 

“Nós de Axé” traz já no título um convite à pergunta: o que seria axé?

 

Pois é, nem todos são familiarizados com essa e com outras expressões que vêm da tradição do candomblé. Axé é uma palavra sagrada. Entre muitas coisas, fala sobre poder e força. E acredito que muito disso está presente neste livro.

 

“Nós de Axé” fala sobre as crenças e costumes do povo baiano e afro-brasileiro.

 

 

É um livro repleto de descobertas em sua narrativa. Na leitura, conhecemos Iroko: árvore sagrada pela qual outros orixás descem para a terra. Passeamos pelos cenários da Bahia, pelas vestimentas das baianas, pela lavagem da escadaria do Senhor do Bonfim, pelas delícias culinárias e até por uma roda de capoeira. 

 

Imperdível!!!!!

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload