• fb_icon
  • insta_icon

#livreirinha

Todos os direitos reservados © 2016 - 2018 · Livreirinha | Literatura infantil e infantojuvenil

O extraordinário mundo de Chris Van Allsburg

03/10/2019

Vem chegando o Dia das Crianças e minha dica vem repleta de nostalgia, aventura e muita imaginação para celebrar o universo infantojuvenil!

 

 

Provavelmente você já assistiu a um dos filmes – Jumanji, com certeza! Em 1995 o livro ganhou uma famosa adaptação para o cinema, resgatada recentemente em outras sequências.

 

Mas que os filmes eram adaptados dos livros, você sabia?

Pode confiar, que é um prato cheio!
 

Jumanji, publicado na década de 80 já é um clássico. No Brasil teve sua primeira edição pela Cosac Naify, em 2015. Hoje, é editado pelo selo Caverinha, da editora DarkSide, em luxuosa publicação em capa dura.

 

 


A história pode parecer, de início, bem pacata. Dois irmãos ficam sozinhos em casa, quando seus pais saem para assistir a uma ópera. E é claro que isso é sinônimo de diversão para os pequenos – que criança não se empolga com a ideia de ficar sozinha para cair em estripulias, sem limites?

 

Acontece que, de repente, Judy e Peter se entediam rapidamente e resolvem sair de casa para brincar no parque. E ali, encontram um jogo muito misterioso.
 

 

Dados, peões e quadradinhos coloridos no tabuleiro parecem comuns, mesmo que o jogo tenha umas regras estranhas. Bem, é claro que o importante é jogar até o final! E o desenrolar dessa aventura você já deve imaginar.
 

A história é invadida por animais em uma narrativa que vira quase um thriller, onde torcemos até o fim para que os irmãos consigam terminar o jogo. Macacos na cozinha, uma invasão de rinocerontes, um leão selvagem a solta e um explorador bem perdido...
 

 

Premiado com a Medalha Caldelcott – um dos mais importantes prêmios norte americanos dedicados à literatura infantojuvenil, o livro é um universo repleto de imaginação, aventura e muita fantasia.
 

 

 

 

Sua sequência, Zathura, traz em mesma medida o universo do extraordinário. Se em Jumanji o enredo é entre animais selvagens em uma aventura na selva, aqui o contexto é uma viagem no espaço!

 

 

A distância entre os dois livros é de vinte anos. O gancho entre o final de um e o início de outro foi o que empolgou os leitores fiéis do autor, em um livro que também teve sua adaptação para o cinema.  

 

Nesta história, dois irmãos bem brigões também ficam sozinhos e encontram um jogo – mas que parece não ser tão divertido. Eis que outro tabuleiro aparece escondido no fundo da caixa, despertando um interesse no pequeno Danny. Universo, planetas, robôs... Isso sim parece divertido!

 

 

No entanto, ao começarem a jogar, os irmãos se veem em meio a acontecimentos muitos esquisitos e precisam vencer as desavenças para poderem sair daquele universo mutante e assustador!

 

 

As ilustrações de Van Allsburg são incríveis. Enquanto os livros ilustrados aparecem, em sua maioria, com explosão de cores em grandes páginas duplas, a técnica de Allsburg, com grafite e pontilhismo e muita textura é de encher os olhos. Os detalhes são riquíssimos, repletos de movimentos que parecem estar acontecendo ali, naquele momento. É quase como se pulassem do livro! O autor se vale de perspectivas nada habituais para suas cenas, que exploram ainda mais o imaginário infantil.
 

Agora é investir na leitura e, quem sabe, apresentar para os pequenos o que ainda remanesce dos jogos de tabuleiro (risos)!
 

POR QUE LÊ-LO?
 

Chris Van Allsburg é autor de muitos e muitos livros, sendo os mais conhecidos, provavelmente, Jumanji e O Expresso Polar. Ambos adaptados para o cinema, como Zathura, também em nossa dica.
 

É difícil de encontrar por aqui, indicações de livros que já viraram filme. Normalmente, busco trazer aqueles que circulam fora da grande mídia, que ficam pelas estantes cheios de potencial. Mas este caso é um caso especial!
 

Explorar a leitura com as crianças, de livros que talvez elas já conheçam a história pode ser surpreendente, principalmente porque nem sempre os filmes transmitem a essência do livro, sua origem ou motivação de ser.

 

"Eu acho que a fantasia é mais provocativa quando acontece no contexto comum ou de coisas que você reconhece." Chris Van Allsburg
 

Não se deixe enganar pelas ilustrações em preto e branco destes aqui – o grande trunfo está aí. Enquanto os filmes são cheios de efeitos, cores, ação e muito barulho, acredite... aqui pode ser igual se usar a imaginação da maneira certa! Os traços realistas trazem cenários pra lá de instigantes, em lindíssimas imagens que dialogam com um texto fluido e empolgante! Isso tudo porque Allsburg consegue captar a essência do imaginário infantojuvenil, muito disperso e já falho pela leitura adulta.
 

Este é o tipo de leitura que aposto que vai deixar os pequenos bem pensativos, despertando uma caixinha de criatividades na hora das brincadeiras.

 

 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload