• fb_icon
  • insta_icon

#livreirinha

Todos os direitos reservados © 2016 - 2018 · Livreirinha | Literatura infantil e infantojuvenil

Balada da Estrela e outros poemas

28/10/2019

 

Gabriela Mistral, para todos!

 

 

É claro que ao se definir uma publicação para o público infantojuvenil, pensa-se em como apresentá-la para ele – se terá ou não ilustrações e como elas serão, formato, dimensões, tradução, extensão... são vários os quesitos que norteiam essa produção.

 

Mas sempre vale lembrar que livros infantis não devem ser considerados livros só para crianças.

E que essa produção não precisa ser infantilizada para atingi-los.

 

 

Neste belíssimo livro Balada da estrela e outros poemas os poemas de Gabriela Mistral foram selecionados, dentre inúmeros de seus textos, por Leo Cunha – também seu tradutor.

 

Neste vídeo, ele comenta um pouco sobre o processo de seleção e tradução.
 

O desafio era recolher, dentre tantos poemas de Mistral, aqueles que mais se aproximassem ao universo da infância. Mas como grande apaixonada por crianças, penso que o difícil seria escolher mesmo quais fariam parte dessa bela seleção - Danças, cantigas, estrelas, cirandas, sentimentos, flores, liberdade, natureza!

 

 

Do início ao fim eu diria que percorrer as páginas deste livro é uma viagem em nostalgia.

 

 

 “Onde tecemos a ciranda? Será lá na beira do mar?

O mar dançará com mil ondas, e flores brancas vai trançar.”

 

 

Os tons pastéis das ilustrações da chilena Leonor Pérez dão maior reflexão e sensibilidade à musicalidade dos poemas de Mistral.

Em fundos brancos, repletos de profundidade, as colagens de Pérez trazem texturas criativas e o mais bacana – são inspiradas em momentos de sua família, em especial da infância de sua mãe. Segundo ela, os poemas de Mistral são muito conhecidos no Chile e cantados durante a infância dos pequenos de lá.

 

 

A sua relação com a natureza é algo que mais gosto nos poemas da escritora. Nos aproximam neste contato, que por vezes deixamos escapar e se perder nas corridas horas do dia. É quase como sentíssemos uma brisa.

 

Uma importantíssima escritora e poeta, primeiro Nobel da América Latina que surpreendentemente, há tempos não era revisitada, lida ou encontrada em nossas livrarias por aqui.

 

Uma alegria só!
 

 

POR QUE LÊ-LO

 

Livre, solto, musicado. Um presente para a leitura de poesias, de celebrar a natureza e as brincadeiras.

 

Em uma edição que trouxe recentemente do Chile “Gabriela Mistral – Poemas Ilustrados” pela Editora Amanuta, a seleção é um pouco maior e os poemas em sua maioria, mais extensos, complexos. Sem nenhum demérito, pois o trabalho é riquíssimo, principalmente junto às ilustrações de Bernardita Ojeda, vejo o livro também como um exemplo de seleção de textos independente da faixa etária. A coletânea faz parte da coleção pensada pela editora que traz o mesmo trabalho para diversos poetas como Nicanor Parra, Vicente Huidobro, Neruda etc.

 

Contudo, é claro admitir que a edição pela Olho de Vidro será potencialmente mais acolhida pelos pequenos leitores, tanto pela curadoria na escolha e tradução dos poemas como na construção e diálogo com as ilustrações.

 

Uma bela introdução à poesia de Gabriela Mistral!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload