#livreirinha

  • fb_icon
  • insta_icon
Todos os direitos reservados © 2016 - 2018 · Livreirinha | Literatura infantil e infantojuvenil

A menina que morava no chuveiro

28/03/2019

No chuveiro??

 

Essa dupla divertida está de volta (oba)!

 

Antonio Prata e Talita Hoffmann lançam novo livro pela Editora UBU, repetindo a parceria de sucesso de “Jacaré, Não!”.

 

 

 

Lina tem uma paixão – na verdade, são várias, mas essa é paixão meeeesmo: ama tomar banho! Sim, ela gosta de muitas coisas como bolo de chocolate, castelos de areia, guache, piscina e fogueira de festa junina.

 

Ah, mas banho, é o que ela mais ama no mundo inteiro!

 

 

Por isso que todas as vezes que Lina precisa sair do banho, seus pais tem uma trabalheira danada, pois ela sempre quer ficar mais um

 

“tiquinho, um tiquinhozinho, um tiquinhozinhozico” 

 

 

Só que dia desses Lina teve a maior das ideias, a melhor de todas – pelo menos pra ela: iria morar no chuveiro! E essa ideia pegou os pais de Lina de surpresa. Afinal, se índio mora na floresta, esquimó mora na neve e marinheiro no barco porque Lina não podia morar no chuveiro?

 

 

 

E com uma narrativa muito divertida e as ilustrações MARAVILHOSAS (gente eu sou fã!) de Talita, acompanhamos os pais de Lina tentando convencê-la que não dá para viver no chuveiro, não. Como ela iria comer, dormir, fazer xixi e cocô ou acender uma fogueira de festa junina?

 

 

 

Será que Lina vai conseguir convencer seus pais dessa ideia?

 

 

 

POR QUE LÊ-LO?

 

Não sei se vocês conhecem o primeiro livro desta dupla: “Jacaré, Não!”, editado também pela UBU (veja o post aqui).

 

O livro foi lançado em 2016 e foi um sucesso – eu indicava todos os dias na livraria e as mães, pais etc. me enviavam vídeos divertidíssimos da leitura com seus pequenos. Foi o primeiro livro infantil da editora, que estreou magistralmente.

 

Felizmente Antonio Prata e Talita Hoffman vieram juntos para mais uma divertida história que mistura as curiosas cenas do cotidiano das crianças com um "quê" a mais de brincadeira.

 

Neste livro temos bem mais texto do que no primeiro – mas isso não torna o livro denso ou maçante. Confesso que tive que quebrar o ritmo da leitura, pois peguei para ler esperando algo como o primeiro, mas assim que vi a proposta um pouco diferente, mergulhei nas viagens de Lina e adorei!

 

O texto não vem em caixa alta desta vez e como as letras são um tanto miúdas, a leitura independente fica para os leitores autônomos. Mas como o texto é leve, com repetições e bem divertido, a contação da história e a leitura compartilhada pode se dar em qualquer idade!! 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As ilustrações, sempre muito coloridas, se entrelaçam com o texto e formam um painel maravilhoso para se explorar e procurar uma novidade a cada cantinho. E vem com aquela capa-pôster MARAVILHOSA!

 

 

 

Um livro incrível, que trabalha a imaginação infantil, a criação de histórias e situações corriqueiras de maneira leve e divertida!!!!

Aliás, depois da luta para levar a criançada para o banho, o desafio é tirá-las de á depois, não é mesmo?

 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload