• fb_icon
  • insta_icon

#livreirinha

Todos os direitos reservados © 2016 - 2018 · Livreirinha | Literatura infantil e infantojuvenil

Aboborela

27/11/2018

 

Um reconto chinês encantador pelos olhos desta super dupla!

 

 

 O nome pode até nos remeter a um clássico conto de fadas.
De fato é um conto e bem, pela magia envolvente pode ser de fadas sim, mas é bem diferente.

 

“Aboborela” conta a história de Shen, um simpático e humilde homem que levava uma vida pacata em um vilarejo repleto de bambuzais.
Tinha muito pouco: um par de chinelos, uma muda de roupa, poucos utensílios domésticos.


Vivia com aquilo que ganhava todo dia na cidade e, apesar de muito afável e de ter amigos, tinha uma vida solitária.

 

 

 

Um dia, Shen ganhou uma flauta e dela começou a tirar lindas melodias.


Todos se encantavam com sua música e assim, ele era feliz.
 

Em suas andanças, tocando pelo caminho, Shen impediu que dois meninos maltratassem uma carpa, que o agradeceu prontamente com uma semente mágica!

 

Da semente, Shen cuidou dia após dia. O que será que dela brotaria?

 

 

Mal sabia Shen que da semente surgiria uma grande e bela abóbora e dela, uma linda mulher nasceria: Aboborela!

 

 De tão bela que era, Aboborela chamou atenção do vilarejo, e burburinho atrás de burburinho, a fama de sua beleza chegou aos ouvidos do imperador.

Bem, quando isso acontece já sabemos o final né?

 

 


 

Será mesmo que Shen ficaria sozinho novamente?
 

Sorte nossa de Aboborela ser tão esperta e valente!

 

 

 

POR QUE LÊ-LO:

 

Se você não conhece esta parceria, está perdendo - e muito!


Fernando Vilela e Stela Barbieri já escreveram outros títulos juntos, como “Simbad, o marujo”, “Sapo Comilão”, “Quero Colo”, “A onça e o bode”, “Bumba-meu-boi”, “A menina do fio” e muitos outros!

É sucesso garantido pela criatividade da escrita de Barbieri e pelos traços e texturas de Vilela. 
Neste livro, recém lançado pela nossa parceira Pulo do Gato, não seria diferente.

 

As cores usadas por Vilela são impactantes: verde e laranja que saltam aos olhos, entrelaçados pelos traços e carimbos pretos.

 

No livro, diagramado de forma diferente, a leitura acontece horizontalmente, transformando a perspectiva da ilustração, quase que em tridimensional. Mas é importante não abrir o livro totalmente, assim as ilustrações conversam melhor.
 

Sobre o reconto, ainda não consegui descobrir qual é o conto tradicional chinês no qual se basearam os autores mas, sem sombra de dúvidas, é um prato cheio de fantasia e de personalidades fortes.

 

A abóbora, o nome da personagem... Foi imediata a minha referência pela história de Cinderela. Mas Shen e Aboborela não se reduzem às tradições: trazem juntos, uma bela história com grande reviravolta. 

Aboborela, a mágica acontecida na vida de Shen, é uma mulher determinada e muito esperta que traz seu protagonismo de forma muito característica, transformando o final da história.
 

Com este enredo diferente de conto de fadas, o livro inova da narrativa textual à visual, o que transforma a narratologia por completo!

 

Muito por estes aspectos a publicação acaba de ganhar o selo Cátedra UNESCO  2018 pela PUC-Rio, uma seleção que busca nos livros infantis os valores plásticos, literários e editoriais. 

 


 

 

IM-PER-DÍ-VEL !

 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload