• Ana Claudia

O Caminhão


A viagem é longa, mas a espera vale à pena!

Inspirada em mais um peculiar encontro entre sua memória e infância, Hiratsuka nos traz uma história pra lá de interessante.

A expectativa é o que move toda a leitura.

A ansiedade é grande pelo dia da chegada do caminhão.

Já sabiam: ele viria repleto de novidades - mas desta vez, quais seriam?

O caminho é longo, o caminhão vem de longe. Estrada de terra, de chão, de pedras...

"Será por isso que se chama caminhão? Vem carregando caminhos? Ou será o caminho que carrega o caminhão?"

Mãe, avô e avó, são a todo instante requisitados pela pergunta - quando chega o caminhão?

E nessa espera, percebemos a transição entre cenas e enquadramentos a partir do percurso do caminhão - quando é nele que pensamos e ele que avistamos, a paisagem é de longe: vemos o caminho, a cidade por onde passa, as cores que surgem e as pessoas no caminho.

Quando voltamos à cidadezinha da inquieta menina Marina, um respiro de branco. O diálogo e as cores suaves tomam o lugar da narrativa.

Enfim a chuva cai e chega o grande dia!

E você? O que esperaria deste caminhão?

Uma viagem no tempo para quando a diversão e as brincadeiras aconteciam de forma tão distinta!

POR QUÊ LÊ-LO?

Tive a honra de ouvir a própria Lúcia Hiratsuka contar essa história, na FNLIJ de 2018. E digo, que belezura!

A leitura do livro é maravilhosa - ao mesmo tempo que ansiamos pela chegada do caminhão, assim como Marina, nós leitores podemos fazer algo que ela não pode: adivinhar o que traz o caminhão, quais caminhos ele percorre até chegar a ela.

Parece que ela já sabe. Por isso a espera é tão aguardada e feliz.

Mas nós ainda não sabemos e o divertido está justamente aí: quando a cena do livro troca, por onde ele estaria? O que carregaria consigo?

Será que demoraria muito para chegar?

"O lugar onde cresci ficava distante da cidade. Não era fácil assistir a um filme ou ver algum espetáculo. quando chovia, a estrada virava lama. Mas as histórias chegavam."

Não é um livro que chega a ser um conto de acumulação - onde repetimos sons, palavras e ritmo a todo instante. Mas a sensação de leitura pode ser a mesma. E essa expectativa é o que conquista a leitura e a escuta da história pelas crianças.

Uma bela indicação para explorar o leitor em processo e para ler em voz alta para os pequenos!

#LúciaHiratsuka #Cortez

  • fb_icon
  • insta_icon

#livreirinha

Todos os direitos reservados © 2016 - 2018 · Livreirinha | Literatura infantil e infantojuvenil