Infâncias


Pense com carinho e traduza em cor, cheiro ou palavra o que foi a sua infância!

Taí uma coisa que não é a das mais fáceis de fazer... Indicar livros com poemas para crianças. Digo que não é fácil porque muitas vezes os adultos relutam um pouco na hora de introduzir formas diferentes de se contar histórias.

E quando li Infâncias Aqui e Além-Mar, da Sesi-SP editora, fiquei maravilhada.

Mas a proposta do livro é certeira: Falar sobre os encantos da infância, memórias e lembranças, num troca-troca entre dois poetas de nacionalidades diferentes. José Jorge Letria, português, conversa entre linhas com o brasileiro José Santos sobre estas afetuosas saudades.

E por entre as páginas deste livro, os dois falam sobre gostos, histórias, amizades, amores, família, experiências na escola, medos... Um montão de coisas que fazem parte da infância... Ou no caso, que faziam, já que hoje em dia as coisas são bem diferentes. Mas as essências, essas sim, sempre se cruzam!

Vivinhos da Silva estão os amigos na lembrança. Têm o mesmo rosto alegre desse tempo de criança. Somos, ainda, a mesma turma a pegar frutas maduras, jogar bola a tarde inteira, sair para caçar tanajuras, fazer grude, montar pipas e soltá-las pelo céu. Todos tinham apelidos: Gambá, Pelé e Xexéu. Tartaruga, Mané Lua, Tromboninho, Zé Pião. Quer saber meu apelido? Esse eu não conto não.

Para completar essa experiência carismática, a conversa entre o “novo e o velho mundo” se repete para os ilustradores. A portuguesa Cátia Vidinhas, designer e ilustradora premiada em seu país se junta à Guazelli, quadrinista e ilustrador brasileiro, indicado e ganhador do Jabuti.

Foi muito gostoso viajar entre lá e cá pelas memórias destes poetas. Nos toca a alma e faz lembrar de nossa infância, nossas brincadeiras e nossas dúvidas.

É um livro repleto de riquezas!

POR QUE LÊ-LO

Ler poemas para crianças pode ser algo desafiador. Enquanto algumas adoram ler pelas rimas que os versos trazem, outras podem sentir falta da trama e enredo que uma prosa traz. O importante é sempre introduzir todas as formas de se contar histórias, em várias fases literárias dos pequenos. É por isso que indiquei este livro. Porque são poemas que podem ser trabalhados desde os mais pequeninos, entre 3 e 4 anos, até quem sabe chegar aos 8 anos. Tudo depende da forma como podemos trabalhar o livro.

Um ponto muito bacana a ser explorado é a aproximação das crianças com uma realidade de uma infância já um tanto distante e diferente. Melhor ainda que isso aconteça trazendo duas culturas, ainda que próximas, com pontinhos diferentes.

Pensar qual a melhor brincadeira, melhor atividade, paisagem, palavra, som e cor que possam traduzir o sentimento de infância de cada criança que lê.

E de quebra, nos divertimos com a diferença da sonoridade de palavras que, ao primeiro momento podem parecer que não rimam, não encaixam… Mas é tudo uma questão de pronúncia, afinal nossas línguas ainda que parecidas, possuem curiosas diferenças! Então mãos à obra para criar nossa própria brincadeira com memórias e palavras!?

#guazzelli #CátiaVidinhas #Poema #infancia #livroilustrado #SesiSP #portugal #brasil

  • fb_icon
  • insta_icon

#livreirinha

Todos os direitos reservados © 2016 - 2018 · Livreirinha | Literatura infantil e infantojuvenil