• Ana Claudia

Coelhinhos de Páscoa!


Coelhinhos de Páscoa! Ahn... isso existe mesmo?

Pois é, vem chegando a Páscoa e algumas famílias se reúnem para celebrar tal data. Pensando em alguns pontos importantes do milagre (ou mistério) da Páscoa, pensei comigo como é complicado explicar para as crianças a relação entre coelhos e ovos... Afinal, coelhos não põe ovos, certo? E de repente me lembrei deste livro da nossa querida Ana Maria Machado.

Em “Uma História de Páscoa”, percebemos que não é só a história do coelhinho que é cheia de suspense não, quer ver: Por acaso você já ouviu falar no menininho da Páscoa? Pois saiba que os coelhinhos também ficam na dúvida se esses menininhos existem ou não e se vão ganhar deles as deliciosas cenourinhas coloridas.

As dúvidas são cruéis menininhos e coelhinhos da Páscoa, existem afinal? E se um belo dia eles se encontrassem? O que seria deste momento? Coelho, põe ovo? Da onde eles pegam esses ovinhos todos? Uma gracinha de texto, com uma linda história de amizade em um livro cheio de ilustrações ultra coloridas de Adilson Farias.Livro da Coleção Batutinha, editado pela Salamandra.

Nos meus devaneios sobre Páscoa também ouvi muita gente falar: Nessa Páscoa, dê livros e não chocolate! Olha, eu não sou lá fã de chocolate, mas não dá para resistir a um ovinho bem pequeninho que seja, não é mesmo? E dá pra combinar ovos com histórias sim, ou nesse caso, coelhos com histórias!

"Só mais Uma!" nos fala sobre contação de histórias. Um coelhinho muito inquieto gosta mesmo é de ouvir muitas histórias antes de dormir. Tem o livro que a mamãe lê, depois o que o papai lê e, na verdade, tem um livro para cada membro da família ler. Mas o pobre do coelhinho não consegue dormir. Também pudera, a animação é muita e a história é curta.

Até que um dia a mamãe coelho tem uma ótima ideia e ajuda seu filho a escrever o maior livro de histórias que existe! Com ideias dos amigos, nosso amigo coelhinho começa a escrever, escrever, escrever e desenhar, desenhar, desenhar. Será que ele consegue mesmo escrever isso tudo? Para contar para os pequeninhos e para aqueles em fase de alfabetização (as letras são todas maiúsculas, muito legal!). Tracey Corderoy e Alison Edgson acertaram na fofura tanto da história quanto da ilustração desse livro. Pela Ciranda Cultural.

Para fechar com chave de ouro, eu trouxe uma versão linda do famoso “Adivinha Quanto Eu te Amo”, escrito pelo irlandês McBratney, autor de vários livros infantis e juvenis.

"Adivinha o Quanto Eu te Amo" conta a graciosa história de um pequenino coelho que quer muito dizer a seu pai o quanto ele o ama. Abre os braços assim, bem esticados, dá pulos muito altos, fica na ponta do pé. Mas seu pai sempre consegue amá-lo mais, pois é mais alto, pula mais alto e tem braços maiores. Não adianta, parece que o pai Coelho vai sempre amar mais o seu filho... Mas será mesmo que isso importa? Será que ele ama mais, mesmo?

A versão que eu trouxe é especial. Vem em uma caixinha de tecido vermelha e com pequenos pop-ups. Tem a versão brochura, a brochura comemorativa, a versão capa dura, versão com fantoche e ainda a continuação: “Adivinha o Quanto eu Te Amo: Aqui, ali e em todo lugar! ”. Um livro lindo, com graciosas ilustrações de Anita Jeram e uma mensagem cheia de amor. Sim, ótimo carinho para a Páscoa! Todos editados pela Martins Fontes.

#AnaMariaMachado #Salamandra #Páscoa #CirandaCultural #TraceyCorderoy #AlisonEdgson #ADilsonFarias #SamMcBratney #AnitaJeram

  • fb_icon
  • insta_icon

#livreirinha

Todos os direitos reservados © 2016 - 2018 · Livreirinha | Literatura infantil e infantojuvenil