• Ana Claudia Mello

A menina que abraça o vento


Uma brisa de encanto, para encher nossos corações!

A personagem desta história é uma menina bem falante, cheia de vontades e sonhos, e que adora brincar.

A história de Mersene poderia ser, como tantas outras: sobre a vida de uma menina e suas descobertas, não fosse a história por trás de seus grandes e curiosos olhos – Mersene é uma refugiada.

Em “A menina que abraça o vento – a história de uma refugiada congolesa”, publicado pelo selo Vooinho, da Editora Voo, Fernanda Paraguassu e Suryara Bernardi aproximam, entre palavras e imagens, a difícil realidade dos refugiados para as crianças.

Mersene chegou ao Brasil com sua mãe. Ambas fugidas da guerra em seu país, vieram para terras novas começar de novo. Mersene tem amigos que possuem uma história parecida com a sua, e amigos que fez aqui, quando chegou. Ela vai à escola, brinca, passeia e sente saudade.

Saudade de sua terra e de seu pai, que teve que ficar em seu país. Mas para se sentir próxima dele, ela criou uma gostosa brincadeira: nas pontinhas dos pés ela cresce com seus braços bem abertos e seu amor, e dá um abraço no vento! Um artifício para driblar a saudade e a distância.

As ilustrações de Suryara encantam. Ilustradora premiada e com várias publicações no mercado editorial infantojuvenil, seu sucesso não seria diferente para este livro, que tem um espírito muito positivo e cativante, com páginas coloridas em total harmonia com a ilustração. São essas cores que nos remetem à positividade de um povo tão sofrido por guerras e violência em seu dia-a-dia.

Um livro cheio de sentimento e poesia, pensado com muito carinho e que atinge à todos nós.

E claro, a Livreirinha não poderia perder a oportunidade de conversar com a própria autora, Fernanda Paraguassu, sobre seu processo de produção e escrita do livro. Bora conferir?

POR QUE LÊ-LO?

Contar histórias para crianças nem sempre é fácil, principalmente quando falamos de outros povos e culturas. São muitas perguntas! Instigar a imaginação por aquilo que é diferente do cotidiano delas é a chave. Mas, como fazer isso quando a realidade da criança é tão distante de outras?

Como explicar a saudade, a guerra, ou o que é ser refugiado?

Pelos temas e acontecimentos mais atuais, muito se vê na televisão sobre povos migrantes e refugiados. E isso nem sempre é fácil de explicar para elas. Porque sair do seu país, escondido e sem rumo certo?

Pois é, os livros podem ser uma ótima opção (para não dizer a melhor). Este especificamente é baseado em uma história real e na experiência de Fernanda Paraguassu em sua ajuda ao projeto PARES-Cáritas, no Rio de Janeiro. Aguardando uma entrevista com uma das mulheres refugiadas, ela avistou uma menininha e uma divertida brincadeira. E assim, a história nasceu.

O livro é certeiro em sua proposta. E além de encantar por ser um maravilhoso livro ilustrado, com poesia pura nos desenhos de Suryara, tem sua tipografia muito bem pensada - atinge até os mais novinhos, pois as letras são todas em caixa alta.

Quer mais motivos para lê-lo? Então olha que bacana: A Editora Voo tem um projeto bem bacana, chamado Um por um. A cada livro vendido a editora faz uma ação solidária. Pode ser uma doação de material, uma aula de música, um livro doado ou uma contribuição com uma causa.

Para cada livro A menina que abraça o vento - a história de uma refugiada congolesa vendido, parte da renda é destinada ao Programa de Atendimento a Refugiados da Cáritas-RJ. Disponível na Livraria da Travessa

Uau, quer mais motivos para ter este livrinho?

#FernandaParaguassu #Voinho #refugiados

  • fb_icon
  • insta_icon

#livreirinha

Todos os direitos reservados © 2016 - 2018 · Livreirinha | Literatura infantil e infantojuvenil