As Armadilhas da Floresta


Oba, hoje é dia mundial das Florestas, você sabia?

Pois é, muitos são os livros infantis que trabalham com a temática das árvores e das florestas. Tem história de suspense, de terror, são muitos contos de fadas e populares e dentro das florestas vivem alguns personagens de nosso folclore. É bem difícil escolher um livro para esse dia já que várias são as opções.

Mas pensando bem a respeito eu me lembrei de um livro bem especial: As Armadilhas da Floresta, da Editora Kapulana. Vamos dar uma olhadinha?

Já pensou se um belo dia, o sol aparecesse na floresta mas nenhum bicho estivesse acordado a não ser os noturnos? Que bagunça seria se em plena luz do dia no lugar de esquilos correndo e zebras passeando por aí tivéssmos morcegos voando de árvore em árvore, não é mesmo? E foi exatamente isso que o Leão, o Rei da floresta, viu quando acordou - tudo estranho e fora do lugar. Ao convocar todos os bichos da floresta para questionar sobre o que acontecia, o Leão acabou descobrindo vários problemas que vinham acontecendo e o culpado já era conhecido: o homem.

Para resolver o problema, o Leão resolveu se impor como o soberano da floresta e propôs um acordo com o homem que não teve como recusar. O acordo vinha para punir o homem e seus atos contra os animais. Mas acontece que o Leão também tinha segundos interesses e só mesmo um outro animal poderia resolver tudo - como já sabemos, tamanho não é mesmo documento, não é mesmo?

O livro é o segundo volume da coleção Contos de Moçambique, escrito por Hélder Faife. A coleção presa pela valorização dos contos de tradição oral de Moçambique. Contos orais são sempre ricos e muito importantes em tradição local. É como se passavam valores e costumes de cada cultura e sempre foi uma forma de preservá-los entre as gerações. Editado agora pela Kapulana em um projeto colaborativo com a Escola Portuguesa de Moçambique, hoje o Brasil pode conhecer esses contos em forma de livro.

As ilustrações de Mauro Manhiça tem traços fortes e são bem coloridas, dialogando diretamente com o texto.

Vale a pena ter em casa!!!!

PORQUE LÊ-LO?

Este conto moçambicano traz em forma de fábula as relações entre o homem e a natureza. Trabalha bem e de forma simples as questões da exploração da matéria-prima das florestas e do abuso aos animais selvagens. Uma boa maneira de mostrar às crianças pequenas que, atos aparentemente justificados prejudicam, ainda sim, os animais e seu modo de viver - desde queimadas, desmatamentos até mesmo a caça predatória. É na minha opinião um conto bem rico de elementos reflexivos. Ao mesmo tempo que o Leão tenta resolver os problemas de todos os animais, não consegue se afastar da ambição e acaba por disputar com o homem o papel de líder da floresta. O rato, personagem que dá o desfecho da história, traz consigo a essência da esperteza e, coroando todo o enredo, finaliza a história de forma curiosa e inusitada.

É um belo livro para celebrar os animais, a flora e valorizar a natureza. Uma ótima oportunidade de entrar em contato com a tradição de contos moçambicana que, apesar de mesmo idioma, ainda é tão distante de nós.


  • fb_icon
  • insta_icon

#livreirinha

Todos os direitos reservados © 2016 - 2018 · Livreirinha | Literatura infantil e infantojuvenil